Tum longas condimus iliadas: a Helena de Propércio

@inproceedings{Martins2017TumLC,
  title={Tum longas condimus iliadas: a Helena de Prop{\'e}rcio},
  author={Paulo Martins},
  year={2017}
}
Este artigo observa e analisa os usos da imagem poetica de Helena em Propercio. Minha hipotese trabalha com a metafora: “Cintia e Helena.” Cintia pode ser lida como o par amoroso do ego -Propertius a qual emerge da narrativa poetica, e como metafora da propria elegia de Propercio, assim minha questao e: como Helena pode ser associada a estas duas interpretacoes de Cintia? Eu proponho duas possibilidades: Primeira, como uma amante, Cintia pode ser comparada com Helena na beleza, na impudencia… CONTINUE READING