Genetic diversity in sugar apple (Annona squamosa L.) by using RAPD markers

Abstract

A diversidade genética da coleção de 64 acessos de pinheira, coletados em diferentes cidades, no norte do Estado de Minas Gerais, foi avaliada por meio do uso de marcadores RAPD. Foram selecionados 20 primers RAPD que geraram 167 fragmentos, dos quais 48 foram polimórficos (28,7%), produzindo uma média de 2,4 fragmentos polimórficos por primer. Baixa percentagem de polimorfismo foi obtida com o conjunto de primers (< 29%), indicando baixa variação genética entre os 64 acessos avaliados. As distâncias genéticas foram estimadas, utilizando-se o coeficiente de similaridade de Jaccard. Acessos de diferentes cidades foram agrupados em um mesmo grupo, indicando que não há correlação entre os agrupamentos moleculares e origem geográfica. O dendrograma revelou cinco grupos. O primeiro grupo reuniu os acessos C19 e G29, coletados nas cidades de Verdelândia e Monte Azul, respectivamente. O segundo grupo reuniu os acessos G16 e B11, coletados nas cidades de Monte Azul e Coração de Jesus, respectivamente. Os acessos remanescentes foram agrupados em três grupos, com oito, 15 e 37 acessos, respectivamente. O marcador RAPD apresentou baixo nível de polimorfismo entre os acessos avaliados.

2 Figures and Tables

Cite this paper

@inproceedings{Rodrigues2013GeneticDI, title={Genetic diversity in sugar apple (Annona squamosa L.) by using RAPD markers}, author={Joao F. Rodrigues and Jo{\~a}o Filipi Rodrigues Guimar{\~a}es and S{\'i}lvia Nietsche and M{\'a}rcia Regina Costa and Glaucia Bethania Rocha Moreira and Marlon Cristian Toledo Pereira and Wagner Vendrame}, year={2013} }