COMpaRaçãO dO ultRassOM tRansvaginal e da histeROsCOpia aMbulatORial nO diagnóstiCO das dOenças endOMetRiais eM MulheRes MenOpausadas

@inproceedings{Flemming2009COMpaRaODU,
  title={COMpaRaç{\~a}O dO ultRassOM tRansvaginal e da histeROsCOpia aMbulatORial nO diagn{\'o}stiCO das dOenças endOMetRiais eM MulheRes MenOpausadas},
  author={Rua Alexandre Flemming},
  year={2009}
}
As mulheres tinham em media 61±9,4 anos e encontravam-se na menopausa em media ha 11±8,3 anos. Observamos 6,6% de casos de hiperplasia endometrial e câncer de endometrio. O ultrassom apresentou uma sensibilidade de 95,6%, uma especificidade de 7,4%, um valor preditivo positivo de 53,3% e valor preditivo negativo de 60%, enquanto a histeroscopia apresentou 95,7%; 83%; 82,2% e 95,9%, respectivamente. 

Similar Papers